Autor: Padre António Vieira

O amor essencialmente é união e a união não pode unir um extremo, sem que una também o outro.